CEPERJ e UERJ lançam portal científico inspirado na revista Nature

Asscom
14/12/2020 13:51h

A Fundação CEPERJ e a UERJ lançarão um portal de conteúdo científico-tecnológico inspirado nas renomadas revistas Nature (Springer), Knowledge (Insead), Le Mag (IRD) e The Lancet. Previsto para ser lançado a partir de janeiro de 2021, o projeto foi criado através de um termo de cooperação e tem um importante diferencial: todo o conteúdo será gratuito.


O projeto expressa uma série de reformulações no site da revista Cadernos do Desenvolvimento Fluminense, produzida e publicada pela Fundação CEPERJ entre os anos de 2013 e 2019, e em parte deste período com a parceria do Instituto Pereira Passos, com o objetivo de fomentar inovações científicas, produções locais e a gestão pública. Segundo o presidente da Fundação CEPERJ, Gabriel Lopes, a publicação “é um canal de conhecimento atualizado e confiável para entender e transformar a realidade fluminense”. 


A reformulação foi idealizada em conjunto por pesquisadores e técnicos da Escola de Gestão e Políticas Públicas da Fundação CEPERJ, da Coordenadoria de Redes e Prospectiva da UERJ, e da coordenação da Rede Pró Rio - entidade multi-institucional coordenada pela UERJ com foco em políticas públicas para o Rio de Janeiro.


O Conselho Científico será ampliado para incorporar pesquisadores doutores de diferentes áreas das instituições científicas de ensino e pesquisa no Estado do Rio de Janeiro. O projeto reorganiza recursos e pessoal já existentes, segundo uma visão prospectiva sustentável e aplicada, em que a gestão pública tanto utiliza como produz informação que gera valor.


Na nova plataforma, os tradicionais artigos acadêmicos estarão acompanhados de novos formatos de comunicação científica, como relatórios setoriais, análises multidisciplinares, séries históricas e indicadores que favoreçam a formação de quadros técnicos e acadêmicos, mas também capacitação e novos negócios para empreendedores e movimentos sociais.


Atualmente, os Cadernos já estão abrigados no portal da editora da UERJ, Eduerj -  mas com públicos restritos. A importância do material é reforçar o protagonismo do Estado aproximando ciência, setor produtivo e movimentos sociais. 


“Saúde, Informação e Desenvolvimento” será o primeiro número no novo formato. A abertura da chamada universal acontece em janeiro de 2021. O portal será atualizado semanalmente, e a revista acadêmica terá periodicidade semestral, com publicações nos meses de abril e setembro.



SOBRE OS CADERNOS


A revista, que teve 19 edições publicadas entre 2013 e 2019, foi produzida pela Fundação CEPERJ, e em parte deste período teve a parceria do Instituto Pereira Passos. A nova estrutura institucional contará com uma secretaria executiva e três conselhos: um Conselho Executivo, composto por dois representantes da CEPERJ e dois representantes da UERJ, um Conselho Editorial, composto por um editor científico responsável, editores científicos de ambas as instituições e um editor executivo, mais o Conselho Científico, composto por pesquisadores doutores das instituições de ensino e pesquisa no Estado do Rio de Janeiro. 


A revista aceitará trabalhos inéditos no Brasil, que não tenham sido publicados em outros periódicos científicos ou livros, desenvolvidos por professores e pesquisadores doutores ou doutorandos. Os textos devem abordar temas referentes ao Estado do Rio de Janeiro, problematizando-o, sob a forma de dossiês temáticos, artigos de opinião, entrevistas e debates sobre questões contemporâneas e políticas de desenvolvimento do estado. 


As submissões são feitas via OJS (open journal system) e a disponibilidade para depósito é verde, permitindo o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo. A política será de Acesso Livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.


Serão aceitos artigos de revisão, correspondência, comentários e documentos de conjunto de grandes dados (séries, estatísticas, cartas e mapas digitalizados, visualizações e outros formatos integrados a base de dados). Os textos recebidos serão submetidos à apreciação dos Conselhos Editorial e Científico e, dependendo do formato, também a avaliadores ad hoc, na modalidade de avaliação duplo-cega entre pares (double blind peer review)


Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados