Taxa de Crescimento

Projeção e estimativa dos Indicadores Demográficos do Estado do Rio de Janeiro:

Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia Estatística – IBGE.
Projeção da população do Brasil e das Unidades da Federação.

O crescimento populacional ocorre de acordo com a equação “Número de Nascidos Vivos menos o Número de Óbitos”, mais o Saldo Migratório. Assim como o Brasil o Estado do Rio de Janeiro apresenta desaceleração no seu ritmo de crescimento. Observa que para ambos a Taxa de Crescimento é inferior a 1% ao ano, em todo horizonte da projeção (2010-2060), chegando a níveis negativos em torno de 2048 para o Brasil e 2042 para o Estado do Rio de Janeiro. Portanto, a partir destas datas espera-se um decréscimo na população. Para o Brasil a taxa de Crescimento, em 2010, foi de 0,88% e espera-se atingir -0,31%, em 2060. Já para o Estado do Rio de Janeiro, em 2010, foi de 0,63% e espera-se que se atinja -0,41%, ao final do período projetado. A redução na taxa de crescimento populacional vem sendo provocada pela interação entre a queda nos níveis de fecundidade, o aumento da longevidade e redução no saldo migratório.

Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia Estatística – IBGE.
Projeção da população do Brasil e das Unidades da Federação.
A taxa de fecundidade total (TFT) do Estado do Rio de Janeiro possui uma trajetória decrescente na maioria do período estudado na projeção. Verifica-se para o estado taxas inferiores em toda série às registradas pelo Brasil. Em 2010, o Estado do Rio de Janeiro registrou uma média de 1,59 filho por mulher, apresentando uma elevação nos primeiros cinco anos da série, chegando em 2015 ao valor de 1,75. Acredita-se que, em 2060, a taxa alcance 1,55. Observa-se que o valor da TFT está abaixo do nível de reposição, seja para o Brasil ou para o Estado do Rio de Janeiro. Taxas inferiores a 2,1 sugerem níveis de fecundidade insuficiente para assegurar a reposição populacional. (RIPSA, 2008)
Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia Estatística – IBGE.
Projeção da população do Brasil e das Unidades da Federação.
Skip to content